PROGRAMA DE NUTRIÇÃO FOLIAR

Abóbora

Abóbora

Sobre

Nativa da América do Sul, a abóbora é cultivada em todo o mundo por ser uma fruta extremamente versátil. Sua rentabilidade é considerada alta, devido à demanda tanto no mercado interno, quanto no mercado externo.

O custo de produção da abóbora japonesa é de

R$ 9.450,97

por hectare, inclusos insumos e serviços como adubação e irrigação.

*Outras abóboras e morangas podem custar até metade deste valor.

Temperatura

A abóbora pode ser cultivada durante todo o ano em regiões mais quentes, porém, em locais de baixas temperaturas, recomenda-se que a abóbora seja cultivada entre setembro e fevereiro, por não toleram geadas e por terem seu desenvolvimento fortemente prejudicado em temperaturas inferiores à 12°C.

Germinação

25º – 30

Desenvolvimento dos Frutos

18o – 30o

Plantio

O plantio em sulco é o mais viável para grandes áreas, pois possibilita uma maior operacionalização do cultivo e uma melhor distribuição e incorporação dos adubos.

SEMENTES

colocar de duas a três sementes por cova, entre 1 cm e 3 cm de profundidade.

MUDAS

  transplantá-las para a terra após o surgimento de duas folhas. – pode virar info

A PROPAGAÇÃO dessas plantas é feita através de sementes

POLINIZAÇÃO

A abóbora japonesa (ou cabotiá) é o tipo mais comum no país, principalmente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, mas o híbrido não possui pólen, sendo assim um macho estéril. Portanto, para produzir frutos, deve-se usar uma polinizadora, que podem ser outras variedades de abóbora ou moranga. Dessa forma, o ideal é plantar uma fileira polinizadora para cada quatro fileiras da abóbora híbrida japonesa.

ESPAÇAMENTOS

Para um cultivo mais produtivo, é aconselhável que o terreno seja plano e extenso para que as abóboras cresçam sem restrições.

A ausência de insetos na área pode inviabilizar o cultivo. Abelhas e vespas são responsáveis pela polinização.

Horário para polinização: 7h às 12h * Neste período, recomenda-se não aplicar …inseticidas ou irrigar.

MÉDIA DE PLANTAS POR ÁREA

A média de população é de 1.666 a 6.666 plantas ha¹, dependendo do espaçamento no qual serão plantadas.

DIMENSÕES

SULCOS

30 cm x 35 cm

COVAS

40 cm x 30 cm x 25 cm

PLANTAS MAIS VIGOROSAS E DE HASTES LONGAS

Espaçamentos de 5m x 4m ou 4m x 4m, com duas plantas por cova.

PLANTAS DE MÉDIO PORTE E OS JERIMUNS CABOCLOS

Espaçamentos de 5m x 4m ou 4m x 4m, com duas plantas por cova.

PRODUTIVIDADE MÉDIA POR HECTARE

ABÓBORA
de 12 a 16t/Hectare;

HÍBRIDA
de 8 a10t/Hectare;

MORANGA
de 10 a 12t/Hectare.

TRATOS CULTURAIS

• Escolha uma área arejada, com muita luminosidade e bem drenada;

• Realize uma adubação correta e balanceada;

• Realize a rotação de culturas na área e evite plantações muito próximas, sobretudo outras cucurbitáceas;

• Estabeleça barreiras de quebra-vento para evitar danos à plantação;

• Atente-se à qualidade da água utilizada na irrigação.

CONTROLE DE PLANTAS INVASORAS

A cultura da abóbora deve ser mantida limpa na fase inicial de estabelecimento por meio de tratos culturais, manuais ou mecânicas.

Depois da frutificação, as plantas de abóboras cobrem rapidamente boa parte da área cultivada e algumas plantas espontâneas geralmente não prejudicam a cultura e até auxiliam no final do ciclo na proteção dos frutos contra a queima do sol ou escaldadura.

ATENÇÃO E CUIDADOS

a) PH do solo

A abóbora se desenvolve bem em solos com PH entre 6 e 6,5.

 

b) Adubação

A adubação necessária é determinada pela análise
do solo. Em áreas muito extensas, é necessário dividir o solo em glebas, com diferentes análises para cada parte, pois locais diferentes de um mesmo terreno podem necessitar de adubações específicas, de acordo com suas características. Esse processo é utilizado principalmente em produções comerciais, de médio e grande porte, nas quais a adubação mineral é a mais utilizada.

Caso seja necessário fazer uma calagem para elevar os níveis de cálcio (Ca) e magnésio (Mg), a recomendação é fazê-la de dois a três meses antes do plantio. O calcário deve ser distribuído em toda área e incorporado ao solo pela aração e gradagem na profundidade de 20 cm.

 

c) Exigência nutricional

Recomenda-se o parcelamento do potássio (K) juntamente com o nitrogênio (N), em solos arenosos, assim como em solos mais argilosos, quando for recomendada grande quantidade.

PRINCIPAIS PRAGAS

• Broca;
• Lagartas;
• Mosca branca;
• Pulgão;
• Tripes.

PRINCIPAIS
DOENÇAS

• Podridão dos frutos;

• Tombamento;

• Virose.

ADUBAÇÃO:

Duas outras adubações de cobertura com formulações NPK 20-00-20 são recomendadas: 
uma 20 dias após a germinação e outra,40 dias depois.

IRRIGAÇÃO

Na ausência de chuvas regulares são necessárias irrigações complementares.

FASES INICIAIS DO CICLO

irrigações mais frequentes e com menor volume

ENTRE A FRUTIFICAÇÃO E A MATURAÇÃO DOS FRUTOS

com menor frequência e maior volume no de duas a três semanas antes da colheita

Solos mais arenosos exigem irrigações mais frequentes, com menor volume de água e solos mais argilosos necessitam de irrigações menos frequentes com maior volume em cada aplicação. Em sequência de dias mais quentes e ensolarados deve-se fazer irrigações mais frequentes. A irrigação varia de acordo com o porte da lavoura, como indicado abaixo.

a) Lavouras pequenas

Regadores, mangueira ou irrigação por sulcos, se a área permitir.

b) Lavouras médias

Irrigação por gotejamento ou aspersão convencional.

c) Lavouras grandes

É comum aproveitar o pivô-central utilizado para outras culturas.

CICLO DE COLHEITA

ABÓBORA CABOTIÃ
Após 95 ou 100 dias do plantio.

MORANGAS
Entre 110 e 120 dias.

OUTRAS ABÓBORAS
De 130 a 150 dias.

GUIA DE PRODUTOS

Esta recomendação tem comoobjetivo principal aumentar a produtividade e a qualidadeda cultura.
PRODUTO
FUNÇÃO
DOSAGEM
APLICAÇÃO PÓS GERMINAÇÃO
PREMIUM
Hormônio e Enraizamento
1 a 2L/Ha
7, 15 e 30 dias
P30
Desenvolvimento e crescimento da planta
2 a 3L/Ha
15, 30 e 45 dias
VITA HF
Obtenção ou manutenção de elevadas produtividades
2 Kg/Ha
45 e 60 dias
CAB5
Estruturação da planta e do fruto
2 Kg/Ha
45, 60 e 75 dias
K50
Enchimentp e ganho de peso do fruto
2 Kg/Ha
60 e 75 dias